sábado, 14 de julho de 2012

Reintegração!

Reintegração 
sugere algo que já estava integrado, inteiro e por alguma razão saiu do seu eixo. Agora é necessário um aprendizado novo para sentir-se novamente inteiro, integrado. Durante o processo da vida, vamos fragmentando nos, deixando pedaços de nossas experiências  vivenciais, ora aqui, ora acolá. Sempre com o objetivo de acertar, de se dar bem, mas nem sempre isto acontece.

Quando olhamos para atrás e vemos os pedaços de  nossas vidas, rasgados, despedaçados, pelas vezes que não acertamos, ficamos com raiva, com medo e assim vamos acumulando mágoas e ressentimentos. 
Esses sentimentos negativos vão apagando a luz que existe em nós, impedindo de vermos com clareza a verdadeira situação ou a solução adequada para resolvermos nossos problema.

Depois de algum tempo, amadurecemos e percebemos que nem tudo que aconteceu, foi tão mau assim. Tudo que passamos são lições que vão auxiliar no nosso crescimento.

Por Amor nos encantamos, por Amor erramos, nos desencantamos, por Amor enchemos-nos de Esperança e por Amor nos questionamos.
O que na verdade queremos é ser capaz de dar e receber Amor in-com-di-ci-o-nal!


Depois de algum tempo aprendemos ...
que não precisamos ser o/a melhor em tudo e nem fazer nada para sermos amados/as, o Amor já está dentro de nós. 

E começamos a aceitar as derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante...
Porque aprendemos a conviver melhor conosco, somos únicos, individuais e inteiros. 

Aprendemos que somos livres e é maravilhoso viver a liberdade, como a leveza da borboleta que dança a música da vida. Sem medo, sem cobranças, sem culpas. 

Agradecemos à Deus cada novo dia que desperta e sabemos pacientemente esperar a noite que chega para serenamente repousar.

O que é mais importante agora é viver o dia de hoje com  intensidade, harmonia, equilíbrio e aceitação. Aceitando principalmente que somos filhos de um Pai amoroso, que nos ama com Amor eterno e incondicional e que está sempre disposto a nos,

 Reintegrar no seu Amor!

Minha participação na blogagem coletiva. Agradeço as amigas que tiveram a iniciativa de unir e reunir tantas pessoas que vieram enriquecer esta caminhada  com suas experiências e criatividade. Tudo somou para nosso crescimento.

Foi bom estar aqui!!

16 comentários:

elvira carvalho disse...

O tempo é sempre um sábio mestre.
Um abraço e bom Domingo

Emanuel disse...

Enfim, acabou.
Acabou, mas como vivemos em círculos e espirais, encantamentos, desencantamentos, esperanças, questionamentos, se integram e reintegram em nosso cotidiano.
Vivemos. E sobrevivemos a tudo.
Obrigado pela participação. E sigamos em Conversas Cartomânticas.

Suelen Muniz disse...

Oi Ieda,
Linda participação.
O amor nos transforma,nos acompanha em nossas mudanças,nos faz pessoas mais completas.
Uma ótima semana,abraço,=)

Lulu disse...

Na vida vivemos passando por várias reintegrações já percebeu? Família, trabalho, amizades, amor.
Tb participo desta blogagem. Big Beijos

Luma Rosa disse...

Com o passar dos anos, também educamos os nossos sentimentos. O que antes era um sentimento afoito, se acalma e discerne melhor aquilo que lhe cabe. É quando juntamos todos os pedaços de amor, em função da construção de um amor maior, esse que será verdadeiramente refletido nas pessoas do nosso convívio.
Ieda, a sua conjugação do verbo amar demonstra bastante maturidade e valorização do amor sincero, daquele que não está exposto em beijinhos e abraços, mas envolvido no "esplendor da criação". O amor que tudo gerou e que tudo move!!
Obrigada pela participação!!
Boa semana!! Beijus,

Socorro Melo disse...

Olá, Ieda!

Gostei da sua forma de falar sobre reintegração,mostrando-nos que é a retomada de um processo que já foi inteiro, integrado, e que por muitas razões foi despedaçado. Mas, que é possível juntar os cacos, e aprender com os erros, aliás, nosso melhor mestre é o erro. E por fim, reconquistarmos nosso estado de paz, de equilíbrio, e mais fortalecidos, nos entregarmos ao amor de forma mais harmoniosa. Bela participação, viu!

Grande abraço
Socorro Melo

Calu disse...

O auto-conhecimento que a maturidade nos permite, desvenda as situações vividas, acalma as hoje vivenciadas e projeta possibilidades para as futuras, revelando-nos que apoiados (as)no amor, reintegramos e somos reintegradas na ciranda da vida.
Excelente participação,Ieda.
Bjkas,
Calu

Ailime disse...

Olá amiga,
Maravilhosa mensagem.
O tempo nosso grande mestre e Deus nosso Pai.
Com Ele aprendamos a dar valor ao essencial da vida.
Beijinhos e excelente semana.

Adri disse...

A reintegração no amor de Deus é a maior e mais importante de todas, bela participação! Um beijo!

Lu Souza Brito disse...

Oi Ieda,

Ahh nao quero nem comentar.
Um post de leitura muito agradável.
Uma coisa que tenho notado nos posts e ainda nao havia me dado conta...esta fase é mesmo aquela em que a maturidade chega. É a fase do auto conhecimento. E quando você se conhece melhor, oferece também o seu melhor.

Um abraço

RUTE disse...

Oi Ieda,
sem dúvida que tudo contribui para nosso crescimento.
Sua participação dá voz ao que penso e sinto. Está luminosa. Obrigada.

Amei este trecho:
«Por Amor nos encantamos, por Amor erramos, nos desencantamos, por Amor enchemos-nos de Esperança e por Amor nos questionamos.
O que na verdade queremos é ser capaz de dar e receber Amor in-com-di-ci-o-nal!»
Grata por nos ter acompanhado nesta aventura. Todos os participantes foram importantissimos para vibrar em unissono, ainda que as perspectivas sejam diferentes.
Mas a riqueza está precisamente na diversidade.
Beijinhos.
Rute

ABB disse...

Outra beleza de visão sobre a reintegração.

Estou lendo os textos dos participantes e estou a cada texto lido, impressionado como é que tantas pessoas envolvidas em escrever, não se repetem, não se contradizem.

Clara disse...

"Somos filhos de um pai amoroso", sempre repito essa frase...
Linda participação. Disse tudo com simples palavras.

Beijos e ótima semana

Bel Rech disse...

Viver o que temos de melhor...crescer e amadurecer e nada como o tempo para vermos o mundo com outros olhos.
Paz e bem

Orvalho do Céu disse...

Olá, Ieda
"UMA GOTA DE ORVALHO NA BORDA DO CÂNTARO"

Extremamente cansada mas reintegrada... cheguei hoje da Missão...
Sou-lhe grata e a Deus por ter dado tudo certo.
Obrigada por termos chegado ao fim da BCAP.

AMAR O OUTRO É RENUNCIAR POSSUÍ-LO, MESMO MORTO".
Abraços fraternos de paz

Valéria disse...

OI Ieda!
Que linda participação! O amor nos faz viver o que de melhor tem em nós, pois mesmo ao sofrer somos capazes de perdoar. O amor nos faz viver a vida.
Beijinhos!

Voltar ao topo