sexta-feira, 15 de junho de 2012

Blogagem coletiva, questionamento.


Amor aos pedaços ou Pedaços de amor ??

Tantas perguntas...perguntas mil... nossa alma inquieta vive a se questionar... E as respostas onde  encontrar??

 Um sonho que terminou? 
Um namoro que acabou? A rejeição que ficou?

Um ente querido que partiu?  A dor que  feriu? 
O que fazer com a saudade que ficou? 

Um casamento que terminou? A insegurança que causou?
A mudança que provocou, muitas vezes para melhor, ou quem sabe para pior? Como recomeçar? 

E a solidão?? 
 Estar só é as vezes  opção? Ou é opção viver solidão a dois??
Um filho que não chegou? A esperança que terminou?
A sensação  de impotência, de fracasso que ficou.
Como mudar esta situação? 

Um amor eterno ou um amor materno? A mãe que dá a vida  por seus filhos? 
E a mulher que deixa o feto no vaso sanitário de 
alguma  estação? Ou joga o recém nascido 
em uma lata de lixo pela  cidade, onde está o AMOR?

Um filho que se rebelou, um pai que se culpou sem saber onde errou? A lágrima que caiu?  O ninho que ficou vazio? Como sobreviver?

A dúvida que chegou? O amor que ensina? O amor que faz feliz? Ou infeliz?
Pode o amor fazer infeliz?

Então o que é o amor? Podemos  saber onde ele começa,
mas não sabemos,  onde ele termina. 

Dúvidas, dúvidas, dúvidas!  Fica o questionamento maior: 

O AMOR TEM FIM?





Minha participação na blogagem coletiva, proposta por:

   

16 comentários:

✿ chica disse...

Instigante participação levando o questionamento. Creio que só se o matarem, transformando o sentimento em algo muito ruim e mau... beijos,tudo de bom,chica

Valéria disse...

Oi Ieda!
Muito legal!
Quantas dúvidas nos cercam, que não sei como conseguimos encontrar respostas, às vezes elas nuca vêm.
Beijinhos e um lindo fds!

Clara disse...

Que lindo... tudo em forma de poesia...

Amei... e fiquei pensando também....
Tantas dúvidas, tantos gestos... o da mãe jogando a criança me corta o coração....

Beijos...
Ótimo fim de semana!

Maria Luiza disse...

Mas, essa imagem está demais de linda! E tão perfeita para o assunto que você abordou com tanta maestria!
Parece que é o retrato da nossa vida. Um grande ponto de interrogação! Como seu texto composto de umas trinta perguntas! Muito legal! Adorei!

MARILENE disse...

São tantos os questionamentos! Para cada indivíduo uma resposta diferente se apresenta. Essa é a forma de se encontrar o conhecimento e o respeito pelas desigualdades de posicionamentos diante da vida.
Bjs.

Afetos e Ofertas disse...

Recentemente, li em um blog algo também referente a dúvida e questionamentos.

Vejos os dois termos de forma diferentes, ainda que complementares. A dúvida vinculada puramente sentimentos pode gerar, ciúme, fantasia,pode paralisar alguém..a dúvida faz fronteira com o medo.

Por outro lado, a dúvida vinculado a projetos, ainda que de projeto a sentimentos, esta sim, gera questionamentos. A dúvida, neste caso, pode gerar curiosidades, escolhas, camihos, mudanças, crescimento.

Se o amor tem fim?
A vida tem, e vivemos, então penso que se o amor tem ou não fim o busquemos.

BJs

Nana Andrade

Lucinha disse...

Leda,

O amor não tem fim. Ele é infinito. Falo do amor, na essência da palavra.
Amar é preciso.

Essa blogagem sempre nos unindo. Mas saiba que você é uma das blogueiras que está no meu coração, sempre.

Beijos

Anne Lieri disse...

Ieda,todas as perguntas que sempre surgem em nossos corações!Ficou linda sua participação!Bjs e bom domingo!

Adri disse...

Puxa, você desenvolveu o tema deixando para nós um questionamento dos mais "complicados", rs. Vou responder com outra pergunta: se terminou, era mesmo amor? Acho que não sei responder nenhum desses questionamentos, mas pensar sobre eles é um verdadeiro exercício filosófico :) Um beijo!

RUTE disse...

Oi Ieda!
Que questionário interminável !!!
Pois, mas sem dúvida que nossa cabeça dá voltas e voltas procurando achar as respostas em ritmo acelerado.

Por vezes nem nos apercebemos da rapidez de raciocinio. Só quando tentamos passar para a escrita os porquês é que nos deparamos com um rol infinito de perguntas sem resposta.
Bravo!! Adorei.
Beijo além-mar.
Rute

Suu Munizz disse...

Oi Ieda,
Na minha opinião o amor verdadeiro não tem fim,o problema é que muitas pessoas banalizam esse sentimento e tornam as coisas confusas ao nosso redor.
Mas o amor,ah esse vive pra sempre!
uma ótima semana pra vc,abraço,=)

Bel Rech disse...

O amor e nem o questionamento tem fim, eles andam juntos.Sempre vamos estar nos perguntando o porquê disso ou aquilo em relação ao amor...
Paz e bem

elvira carvalho disse...

toda a nossa vida é uma sucessão de questionamentos.
Já aqui tinha estado e li o texto mas não encontrei a caixa de comentários. Às vezes sou muito totó. Esqueço que a caixa de comentários pode estar no inicio.
Respondendo à sua pergunta, para mim o amor não tem fim. Nem pode. Ele é a roda que movimenta o mundo. Se um dia acabar, o mundo desintegra-se. Agora é certo que cada um tem o seu próprio objetivo em relação ao amor. Uns amam o seu semelhante, outros os animais, outros o dinheiro, outros as viagens, a riqueza, a sensação de poder, etc etc.Um abraço

Luma Rosa disse...

Passamos a vida questionando em todos os obstáculos, todas as fases, a cada mudança que a vida impõe.
Achei super corajoso você citar as mães que desfazem de seus filhos como lixo. Isso é bastante incomodativo para a sociedade e nesse caso, a semente do amor não germinou. Algumas mães só amam seus filhos com a convivência e depois que eles nascem. Muitas mães não amam seus filhos quando ainda não o estão vendo. Isso foi um psicólogo que me explicou.
O verdadeiro amor não tem fim. Ele até pode se transformar em outro sentimento, mas sempre estará lá.
Obrigada Ieda por participar mais uma vez da blogagem e me desculpo por demorar a vir ler sua publicação. O motivo do meu atraso, explico na postagem de chamada para a 5ª e última fase dessa nossa coletiva. Espero contar com você mais uma vez!!
Boa semana!!
Beijus,

Orvalho do Céu disse...

Olá,
"O tempo foi teu amigo
Mandava-lhe ventos favoráveis
Mandava-lhe o orvalho da manhã"...
(Simone Martins)
Querida, as interrogações nos trazem amadurecimento e fazem a nossa vida valer a pena!!!
Cheguei agorinha de uma Missão e passo pra agradecer o seu gentil comentário.
Bjm de paz

Zilda Santiago disse...

O amor é muito maior que nossos questionamentos,só que as vezes é muito confundido com outros sentimentos!!!Bjs amiga.

Voltar ao topo